Pages

Banner 468 x 60px

 

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Obra gay queimada em Universidade na África do Sul gera protestos de ativistas

1 comentários
Uma escultura chamada de um Armário Rosa que foi colocada pelos alunos em uma praça do campus da Universidade de Cape Town, África do Sul, esta semana foi vandalizada menos de 12h depois de ser instalada. A obra que era para simbolizar os efeitos da homofobia na sociedade (que obriga muitos a terem medo de se assumir como homossexuais) e foi totalmente queimada. Em 2007, a mesma escultura foi pichada por vândalos.

A Universidade sedia o evento The Pink Week, semana rosa, organizado por um grupo de alunos LGBT para celebrar a diversidade. Os organizadores do evento querem que a destruição da obra seja considerada como um crime de ódio e pedem providências. Segundo os organizadores, agora a obra de fato simboliza a homofobia na África do Sul. Para Dylan Jack van Vuuren, presidente da Rainbow UCT, que organiza o evento, “Os restos do Armário Rosa seguirão no mesmo lugar durante a Semana Rosa, e foram integrados à instalação de arte em memória daqueles que sofreram injustiças e perderam sua vida na mão da homofobia”.

Flores e um armário de aço enviados por pessoas que viram a notícia da queima do armário simbolizam a força da comunidade gay local. Protestos diários no local relembram o incidente que é mais do que simbólico.

Fonte: Revista Lado A

1 comentários:

Fabinho disse...

O mundo tá tão cheio de babacas...

Postar um comentário