Pages

Banner 468 x 60px

 

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Criador de série gay denuncia agressão

1 comentários

Daniel Sena acredita que os criminosos já o conheciam e que as agressões teriam sido fruto de homofobia

CORREIO DA BAHIA
 
O diretor, produtor e roteirista baiano do primeiro web-seriado voltado para o público GLS no país, Apenas Heróis, denunciou que foi agredido e violentado no último domingo, na Vila Laura. Daniel Sena (foto), 24 anos, conta que  estava saindo do Condomínio Vila Verde, onde mora, por volta de 20h40 quando foi imobilizado por um rapaz que o arrastou para um matagal na rua Lalita Costa. 

“Ele disse:  ‘fica calado que a gente não vai fazer nada demais’ e me colocou de joelhos. Depois apareceram mais duas pessoas com uma garrafa com um líquido que parecia gasolina”, afirmou. Os agressores, segundo Daniel, disseram que não eram assassinos e que tudo não passaria de uma brincadeira. Daniel relata que foi obrigado a ingerir o líquido e a comer terra. Em seguida, eles tentaram violentá-lo com uma barra de ferro.

“Quem é gay de verdade aguenta sentir dor, vamos ver se você é gay de verdade”, gritaram os agressores, segundo relatos da vítima. Após 10 minutos de tortura, os agressores fugiram do local. Ameaçado, Daniel só saiu do matagal cinco minutos depois da fuga dos agressores. O cineasta apenas conseguiu identificá-los como rapazes brancos e bem vestidos, e que estariam numa picape Saveiro preta. 

Daniel acredita que os criminosos já o conheciam e que as agressões teriam sido fruto de homofobia, após ele ter aparecido em entrevistas falando sobre o seriado. Por estar em repouso médico, Daniel deve registrar as agressões hoje pela manhã, na 6ª Delegacia, nos Galés.

O representante do Grupo Gay da Bahia (GGB), Luís Mott, preferiu não se pronunciar sobre o assunto sem tomar conhecimento do caso. Ele orienta que nesses casos a vítima formalize um boletim de ocorrência imediatamente. Segundo os últimos dados do Relatório Anual de Assassinatos de Homossexuais, publicado pelo GGB, a Bahia ocupa o topo da lista com 25 assassinatos no biênio 2008-2009.

1 comentários:

Fabinho disse...

Que coisa mais nojenta...

Tomara que esses cães do inferno sejam logo pegos e paguem na cadeia por seus crimes.

Postar um comentário